Como incluir a agenda de diversidade na contratação de lideranças executivas?

Share RH

Share RH,

Publicado dia 06/05/2021

Já está mais do que comprovado que contar com uma equipe diversa pode melhorar não somente o clima organizacional como os resultados financeiros de uma organização.

Para se ter uma ideia, um estudo realizado pela consultoria americana McKinsey junto a mil empresas de 15 países, mostrou que companhias preocupadas com a diversidade de gênero são 21% mais lucrativas que outras. Quando a questão envolve raça, etnia e outras diferenças culturais, esse número sobe para 33%.

Além disso, um estudo publicado pela Harvard Business Review revelou que nas empresas onde o ambiente de diversidade é reconhecido, contam com uma equipe 17% mais engajada e disposta a ir além das suas responsabilidades. 

Os números reforçam que trabalhar com colaboradores de diversos perfis passou a ser uma necessidade real para o sucesso das empresas, fazendo com que a diversidade estivesse cada vez mais inserida na estratégia das organizações.

Essa nova mentalidade passa, também, pela seleção e contratação de pessoas para ocuparem funções executivas. Afinal, profissionais que estão no topo da pirâmide hierárquica ou na linha de comando são altamente estratégicos para as empresas e desempenham um papel fundamental na retenção de pessoas, engajamento do time, propagação da cultura organizacional, entre outros aspectos.

O fato é que, mesmo que seja possível observar um avanço nesta frente, ainda há muito trabalho a ser feito. Para citar um exemplo, um levantamento do Quero Bolsa, plataforma de bolsa de estudos em faculdades, mostrou que somente 3,69% dos profissionais contratados para cargos de lideranças em São Paulo, em 2019, eram pardos ou pretos. 

Sabendo desta realidade, o artigo de hoje reúne algumas dicas para àquelas que querem incluir a agenda de diversidade na contratação de pessoas para funções executivas de suas empresas, mas não sabem por onde começar. 

Se você é da área de Recursos Humanos (RH) e quer ajudar a construir um local de trabalho mais diverso e igualitário, continue com a gente até o final deste post!    

Colocando a diversidade em prática

A área de RH tem um papel primordial para que a diversidade seja uma realidade dentro das empresas e uma das principais formas de fazê-lo é levando o tema em consideração desde o processo de contratação de profissionais. 

Entre as estratégias que podem ser usadas para que esse objetivo seja alcançado com sucesso na contratação das lideranças executivas, estão:

  • Focar no que realmente importa

Até que ponto as informações como idade, sexo, estado civil e número de filhos são relevantes para a triagem de candidatos?

Quando as empresas buscam por mais diversidade, é fundamental que elas foquem a atenção nos dados que realmente são importantes para o negócio, como as capacitações, habilidades e experiências profissionais. 

Embora no Brasil ainda seja muito comum que os currículos venham acompanhados por foto e informações pessoais, em empresas européias esse formato já começou a ser repensado há algum tempo. 

Uma das técnicas aplicadas nesta frente está o blind recruitment ou recrutamento às cegas, em português. O método consiste em remover informações como nome, idade, gênero, escolaridade e fotos na hora da inscrição à vaga, justamente com o objetivo de reduzir ao máximo os fatores que podem levar a julgamentos, inconscientes ou não, na hora da decisão.

Além da triagem de currículos às cegas, os testes de habilidades e entrevistas também são realizados desta forma no blind recruitment. Além de aumentar a diversidade no ambiente de trabalho, a técnica favorece a contratação de talentos realmente capacitados e alinhados ao fit cultural da organização.

 

  • Criar anúncios de vagas atrativos a diferentes perfis

Uma dúvida: as vagas abertas na sua empresa têm atraído a mesma quantidade de homens e mulheres? Se a sua resposta para essa pergunta for não, pode ser que um dos motivos seja justamente a descrição do anúncio.

Não raramente, encontrarmos títulos de cargos ou expressões que afastam determinados perfis. Por exemplo: títulos orientados para o sexo masculino podem, inconscientemente, impedir que o público feminino se sinta atraído pela vaga. 

Se um dos objetivos da sua empresa é aumentar a presença de mulheres em posições C-Level, um passo importante nesta jornada é contemplar diferentes gêneros em seus anúncios. Uma excelente forma de fazer isso é utilizar a linguagem neutra e, sempre que possível, evitar palavras carregadas de gênero. 

  • Divulgar o compromisso da empresa com a diversidade

Se a diversidade é importante para sua empresa, essa mensagem precisa ser transmitida ao mercado. 

Uma das formas de fazer isso é incluindo o pilar da diversidade nas estratégias de Employer Branding, termo que se refere à reputação de uma empresa como marca empregadora, sob a ótica de atração, retenção e engajamento dos talentos. 

Divulgar práticas de inclusão que já são adotadas internamente ou, então, reforçar esse compromisso na descrição da vaga, são algumas das ações que podem contribuir para que as pessoas realmente se sintam acolhidos e queiram fazer parte da equipe. 

 

Diversidade para além do R&S

Agora que já listamos algumas estratégias para incluir a agenda de diversidade na contratação de profissionais para funções executivas, precisamos ressaltar que esse assunto precisa estar presente em muitas outras ações.

Veja, a seguir, algumas formas de incluir a diversidade no planejamento estratégico do RH, para além do recrutamento e seleção:

  1. Fazendo um levantamento para entender qual o nível de diversidade da empresa e se há um histórico de comportamento discriminatório entre os colaboradores;
  2. Adotando ações que disseminem uma cultura em prol da diversidade, seja por meio de campanhas de conscientização, treinamentos específicos e palestras que abordem o assunto;
  3. Preparando as lideranças para lidarem com colaboradores dos mais diferentes perfis e a entenderem a diversidade como algo essencial;
  4. Mantendo um canal de comunicação aberto e incentivando o diálogo em todos os níveis da empresa. 

Muitas empresas já estão seguindo essas e outras práticas para aumentar a diversidade e realmente incluir pessoas diversas em seu dia a dia. 

Se você gostou do artigo e quer se aprofundar ainda mais no assunto, clique aqui e se inscreva no WEBINAR que faremos para discutir A IMPORTÂNCIA DA DIVERSIDADE NA CONTRATAÇÃO DE PROFISSIONAIS EXECUTIVOS.   

Deixe o seu comentário e conte-nos o que achou deste artigo