Receba conteúdo relevante e de qualidade

Cargos e Salários: como definir um bom plano para sua empresa?
9 de abril de 2019
Tendências de RH: o que esperar do mercado de RH nos próximos 5 anos
25 de abril de 2019
Blog

People Analytics, o que é e porque os dados são os melhores aliados para gestão de pessoas

People Analytics, o que é e porque os dados são os melhores aliados para gestão de pessoas

 

 

Não é de hoje que o setor de Recursos Humanos tem contado com a tecnologia para promover resultados mais inteligentes e construtivos na gestão de pessoas.

Porém, dentre as modernidades que surgem a cada dia, podemos destacar um dos mais fortes e atuais aliados dos processos humanos: o People Analytics.

Mas, o que é People Analytics?

Esta tecnologia é responsável por coletar e analisar profundamente os comportamentos de todos os colaboradores de uma corporação. Mas, além disso, é possível ainda trabalhar o recrutamento de profissionais mais interessantes e mais alinhados aos objetivos da empresa.

Não obstante, as possibilidades de uso do People Analytics vão muito além destes pontos citados. Elas abrangem diversas áreas do RH que são capazes de impulsionar o crescimento profissional e empresarial de uma maneira extremamente satisfatória.

Portanto, convidamos você a seguir em nossa publicação de hoje para saber mais sobre o assunto.

A partir disso será possível implementar este tipo de tecnologia no seu empreendimento, alavancando ainda mais o desenvolvimento do seu negócio – independente do segmento do mesmo.

 

O que é People Analytics?

Mas você sabe nos dizer exatamente o que é People Analytics? Se sua resposta for não, fique tranquilo! Pois lhe daremos uma rápida explicação sobre esta tecnologia, para que assim você a compreenda de uma maneira clara e objetiva:

No entanto, em linhas gerais, o People Analytics é uma ferramenta de uso fundamental para as mais diversas áreas e empresas. No caso do RH, a mesma diz respeito à coleta e à análise de dados comportamentais de todos os colaboradores de uma organização.

O seu objetivo é coletar e analisar todos estes dados para que o setor de Recursos Humanos possa tomar alguma decisão diante destes resultados.

Mas que tipo de decisões são estas? São decisões que envolvem antecipar tendências e aprimorar estratégias que estejam ligadas ao perfil de cada profissional. A partir disso, torna-se possível transformá-los em colaboradores mais engajados, felizes e produtivos dentro da empresa.

Isto é, em suma o People Analytics trata-se de um estudo aprofundado acerca de todos os comportamentos dos colaboradores, a fim de trabalhar o desenvolvimento dos mesmos, pautando-se nestes dados. Gerando assim caminhos mais assertivos, coerentes e interessantes para o crescimento de cada profissional.

 

Como funciona?

Agora você já sabe o que é People Analytics. Porém, é preciso se atentar a como o mesmo funciona, na prática. Para que assim você possa incluir esta poderosa ferramenta em sua empresa de uma maneira precisa.

Sendo assim, o People Analytics pode ser aplicado na gestão de recursos humanos, a partir da coleta de diferentes informações sobre o comportamento dos colaboradores. A partir de um panorama completo de sua equipe, que levará em consideração as possibilidades abaixo:

  • Análise de perfil comportamental: O mapeamento comportamental nada mais é do que uma atividade que proporciona para as organizações a possibilidade de elevar a performance de todos os colaboradores, a partir de 7 tipos de relatórios. Trabalhando o alinhamento dos profissionais com os objetivos da empresa.

Com estes relatórios também é possível estipular estratégias de ranking durante o recrutamento, a fim de encontrar o candidato com maior adesão para a vaga, a fim de encontrar a alternativa que mais o fará se desenvolver dentro da corporação.

Além disso, é possível ainda ter acesso ao relatório de perfil comportamental com competências – sendo um total de 24 competências – fazendo a relação entre líder e liderado, criando, dessa forma, uma relação mais interessante e “saudável” dentro de cada setor.

  • Carreira e engajamento: Trata-se de um conjunto de exercícios que são projetados para que o profissional possa pensar de uma maneira diversa sobre a sua carreira. A partir disso, o indivíduo pode ter uma auto responsabilização do seu futuro dentro da corporação.

Uma vez que todas as pessoas têm a tendência de colocar toda a responsabilidade de sua carreira e crescimento em seus gestores e na empresa como um todo. E a partir desta ferramenta é possível reverter este quadro, levando a responsabilidade para o lado do profissional.

Outro ponto interessante deste tipo de solução é que a mesma traz uma qualificação das lideranças, proporcionando uma conversação sobre a carreira de todos os seus liderados. Tornando os líderes responsáveis por uma aproximação maior para com aqueles que são liderados. Gerando uma conversa mais aberta e interessante, que visa promover uma nova visão para todos os colaboradores.

  • Habilidades de liderança: Esta ferramenta é responsável por medir o julgamento gerencial da empresa. Isto é, ela poderá mensurar se a liderança – considerando as tomadas de decisões – pode ser classificada como júnior, intermediário ou sênior.

Sendo esta ferramenta capaz de colocar o líder diante de 24 cenários típicos do seu dia a dia, para que assim, o mesmo possa conduzir cada uma destas situações. A partir disso é gerado um resultado do julgamento gerencial, graças à interpretação dos dados em relação a um grupo controle que fora mapeado.

  • Ferramenta de resiliência: A resiliência tem se tornado uma das principais competências requeridas em qualquer âmbito de nossas vidas. Desse modo, este tipo de ferramenta possui um questionário completo, capaz de avaliar os comportamentos e as atitudes dos colaboradores diante das mais diversas situações.

Neste caso, o profissional pode preencher o questionário online, onde o mesmo será responsável por mapear 8 componentes importantes: autoconfiança, direção com propósito, adaptabilidade, criatividade, orientação para desafio, controle emocional, otimismo e busca de apoio.

Dessa maneira, esta ferramenta demonstra como cada pessoa é diante de cada um destes componentes. Ou seja, qual a forma que ela age diante de situações que requerem o uso destas características específicas.

Em suma, todo o trabalho estará envolvido com o reconhecimento comportamental de cada profissional de nossa empresa. Medindo tanto aqueles que são liderados, quanto aqueles que são líderes.

A partir dessa mensuração mais precisa, torna-se possível caminhar rumo a estratégias eficientes e interessantes para o crescimento estrutural e pessoal da empresa. Gerando benefícios não somente para o negócio em si, como também para todas as pessoas que estejam envolvidas com o empreendimento em questão.

 

Por que os dados são os melhores aliados para a gestão de pessoas?

Até aqui você já pôde ver o que é People Analytics, bem como pôde compreender mais a fundo como funcionam as ferramentas envolvidas com esta tecnologia. Porém, você saberia nos dizer por que estes dados são tão importantes? Ainda mais quando pensamos em gestão de pessoas?

Bem, assim como em qualquer área e segmento, ter dados concisos e reais é sempre o primeiro passo para partirmos rumo ao desenvolvimento estratégico e estruturado de nossa empresa. Ou seja, estes dados sempre serão o norte necessário para caminharmos na melhor direção. Sem esta estruturação, estaremos fadados a caminhar com o auxílio da sorte.

Mas, podemos também estar de mãos dadas com o azar… Coisa que não acontece quando temos conhecimentos mais exatos, não é mesmo?

Não obstante, para além destes pontos, podemos discutir ainda outras considerações importantes sobre o que é People Analytics e sobre como esta tecnologia está ao lado do setor de Recursos Humanos. Acompanhe.

 

O que pode ser medido pode ser melhorado

Já dizia Peter Drucker: “O que pode ser medido pode ser melhorado”. O que isso significa para o setor de Recursos Humanos? Que quando mensuramos os comportamentos dos colaboradores de uma empresa, automaticamente temos um aumento expressivo nas chances de melhorarmos toda a composição empresarial.

Afinal, poderemos destacar, de uma maneira concisa e clara, quais são os déficits e possíveis gaps dentro de nossas corporações. Além de termos uma visão ampla de tudo que têm caminhado rumo ao sucesso.

A partir disso, poderemos ter tomadas de decisões que elevem todos os pontos positivos, bem como curem todos os pontos negativos que insistem em aparecer.

Uma vez que, caso não tenhamos estas informações, talvez jamais saibamos aonde o problema surgiu de fato. E não temos tempo de sobra para simplesmente ficarmos “tentando” encontrar o buraco que precisa ser fechado, não é mesmo?

Mas sim, estamos sempre em busca de algo que minimize a burocracia e enalteça a otimização de tempo e serviços. Coisas que o People Analytics é capaz de proporcionar.

Afinal, a partir de uma mensuração concisa, sabemos exatamente onde estamos, digamos, “negativados” e “com a conta positiva”. Gerando mais coesão na hora de trabalhar estratégias de desenvolvimento e treinamento, por exemplo.

Pois você poderá visualizar qual âmbito da empresa precisa de atenção em determinado tempo específico.

Por exemplo:

  • Você percebe que o setor de produção está caindo, e tenta implementar treinamentos e palestras motivacionais para esta equipe. Passado um tempo, você mensura os resultados e percebe que, inevitavelmente, a produção caiu ainda mais, mesmo depois de suas tentativas.

O que isso pode significar? Pode significar que você não está pautando a sua ação em algo consistente. Isto é, o “problema” na produção pode estar atrelado a outro setor da empresa, mais distante e menos “cobrado”.

  • É aí que você parte para um treinamento com a equipe que recebe todas as matérias primas e as organiza dentro do seu almoxarifado. Lá, você novamente trabalha a motivação e a estruturação com o intuito de elevar a sua produção mensal. O resultado? O mesmo que o do mês passado…
  • Até que, depois de muitas tentativas, você encontra o gap em sua empresa: o setor de compra de matéria prima é que está com dificuldades de lidar com a demanda da empresa. Os colaboradores estão sobrecarregados e sentem que o “trabalho nunca acaba”. E assim, não acaba de fato. Gerando cada vez mais acúmulo de pedidos que, em meio à confusão, deixam de ser feitos.

E o problema surge quando você só percebe este gap depois que a sua empresa já perdeu grande parte da sua estrutura…

Dessa maneira, com o uso correto do People Analytics você já poderia ter mensurado o comportamento de todos estes colaboradores, de uma única vez. Gerando assim um plano de ação mais conciso e que realmente “cortasse o mal pela raiz”. Não permitindo que toda a estrutura fosse abalada para apenas assim encontrar a estratégia que recuperasse toda a empresa.

 

Desenvolvimento pautado em critérios rigorosos

Ainda seguindo a estória do tópico anterior, fica claramente explícito o quanto o desenvolvimento da empresa precisa, necessariamente, ser pautado em critérios rigorosos.

Isto é, de nada adianta investir no desenvolvimento de tal setor se o problema está primordialmente nascendo no líder do mesmo.

Mas, para saber aonde investir os esforços da gestão de pessoas, é necessário compreender o que é People Analytics e trabalhá-lo da melhor forma possível. Gerando mais coesão para as tomadas de decisões, e evitando que o achismo atravesse o caminho da sua empresa.

Afinal, partir de achismos não é uma boa estratégia de crescimento. Pois “achar que vai dar certo” é o mesmo que “achar que tudo depende do azar e da sorte”. E no universo empresarial sabemos que sorte não está relacionada com o sucesso de uma corporação, mas sim, a sua preparação, dedicação e procura por tecnologias que proporcionem o seu crescimento de forma saudável.

 

O que é People Analytics: O que isso representa para a sua empresa?

Agora que você já pôde aprender o que é People Analytics, lhe questionamos: o que esta tecnologia representa para a sua empresa? Você a enxerga dentro de sua corporação?

Lembre-se que esta ferramenta, em pouco tempo, passará a ser primordial para qualquer empresa, de qualquer porte e segmento.

Afinal, é sempre aquela velha história: a sua empresa é feita de pessoas. E se estas pessoas são negligenciadas, você está negligenciando toda a história e todo o caminhar da sua corporação…

Pense nisso!

Share RH
Share RH
Especialista em recrutamento e seleção de profissionais, gestores e executivos, a Share RH oferece outros serviços de carreira e gestão estratégica de pessoas para profissionais e empresas. Conheça mais sobre a Share RH