Receba conteúdo relevante e de qualidade

Coordenador Financeiro
14 de fevereiro de 2019
Como estruturar os processos de RH de empresas em crescimento?
26 de março de 2019
Blog

Este é o roteiro para criar um planejamento de RH incrível!

O roteiro para criar um planejamento de RH incrível

 

O planejamento de RH é uma das chaves do sucesso de qualquer empresa. Afinal, a partir de estratégias concisas e bem elaboradas nesta área, torna-se possível traçar e caminhar na direção dos melhores resultados para os negócios.

Em contrapartida, nem sempre a elaboração dos processos de RH é uma tarefa fácil. Muito pelo contrário! Com o passar dos anos, a modernidade tem invadido cada vez mais as empresas, de todos os segmentos no mercado.

A partir disso, a organização e o planejamento de RH foram se tornando cada vez mais densos. O volume de informações e possibilidades aumentou, e assim, estes processos elevaram ainda mais as suas dificuldades de elaboração.

Em contrapartida a isso, existem alguns pontos e considerações que auxiliam os profissionais de Recursos Humanos nesta árdua tarefa. E, pensando nisso, elaboramos um roteiro completo para a implementação e a elaboração de um bom planejamento de RH. Acompanhe para saber mais.

O que é o planejamento de RH?

Em linhas gerais, podemos dizer que o planejamento de RH nada mais é do que um processo de gestão de todas as necessidades da empresa, com relação à gestão de pessoas. Tem como objetivo auxiliar a organização e todos os seus colaboradores a alcançar metas e objetivos coletivos.

Mas, para além disso, os processos de RH envolvem ainda ações que visam a melhoria do clima organizacional. Focando no bem estar e no desenvolvimento pessoal e profissional de todos os colaboradores.

A partir de técnicas e ferramentas específicas, o profissional de Recursos Humanos deve gerenciar todas as relações humanas presentes na organização em questão. Mantendo um relacionamento saudável e alinhado aos objetivos da equipe e da empresa como um todo.

Dessa forma, o planejamento de RH trabalha diretamente no equilíbrio da empresa. Visando o seu crescimento e desenvolvimento, sem deixar de lado as questões humanas.

 

Como fazer um planejamento de RH?

Para fazer um planejamento de RH de excelência, é crucial que diversos pontos sejam levados em consideração. São eles que nortearão todo o caminhar da empresa e, por essa razão, precisam ser minuciosamente elaborados.

Assim sendo, listaremos abaixo um roteiro prático e simples de tudo o que você precisa para planejar o RH da sua empresa. Acompanhe:

 

1- Caracterização da empresa

A caracterização da empresa é o primeiro e um dos mais importantes passos no seu planejamento. Isso porque, sem esta caracterização, torna-se difícil estipular quais são os melhores passos para o crescimento da instituição.

Afinal, estamos trabalhando em um plano que visa à estruturação de nossa empresa e, por esse motivo, é indispensável que tenhamos em mente todos os objetivos e características da instituição em si.

Nesta fase, portanto, você precisará ter em mente os seguintes fragmentos:

  • O histórico da empresa: Conhecendo toda a sua história e todo o trabalho que foi construído até então.
  • O porte da empresa: pequena, média ou grande? Esta informação influencia muito nas tomadas de decisões.
  • Setor do mercado: Qual setor a empresa atua? Ela é regional? Nacional? Internacional?
  • Produtos e serviços: O que a empresa oferece para o mercado? Como oferece? Qual é o feedback dos clientes?
  • Missão, visão e valores: Qual o objetivo principal da empresa? Qual a visão da mesma? E quais são os valores que a empresa não abre mão?
  • Cargos: Quais são os cargos existentes dentro da empresa? Quais estão preenchidos? Quais não?

A partir de todo este mapeamento é que poderemos trabalhar uma estruturação eficaz e coerente com as necessidades da empresa. Sem este “roteiro”, todo o restante do planejamento poderá ser em vão.

Lembre-se: Todo o desenvolvimento do planejamento de RH está atrelado a quem a empresa é e aonde ela quer chegar.

 

2- Estabelecimento de objetivos e metas

Para que um planejamento de Recursos Humanos realmente caminhe no trajeto correto, ele precisa de um mapa. Isto é, precisa de apontamentos precisos quanto aos objetivos e metas da corporação. Sem este norte, o caminho se torna incerto e pouco produtivo.

Portanto, a partir do momento que há uma caracterização precisa da empresa, é hora de investirmos na elaboração das metas e dos objetivos (caso ainda não tenha). Lembrando que as metas dizem respeito aos passos em curto prazo. Enquanto que os objetivos estão atrelados aos passos em longo prazo.

Ou seja, é preciso criar um objetivo principal para toda a corporação e, a partir disso, esmiuçá-lo em partes menores, formando as metas. Assim, o objetivo final se mantém, mas as possibilidades para chegar até lá é que sustentam a empresa no hoje.

 

3- Analise o ambiente da organização

Com os passos anteriores bem estruturados e claros, precisamos agora analisar o ambiente interno de nossa corporação. E isso diz respeito aos relacionamentos humanos, como também a colocação de todos os colaboradores dentro da engrenagem empresarial.

Assim poderemos analisar a fundo todos os possíveis gaps que ainda possam estar “truncando” o processo de desenvolvimento da empresa.

Para isso, faça uma observação profunda e conheça bem todos os recursos disponíveis dentro da empresa. Procure saber mais desde a motivação das pessoas, até o processo de produção.

Observe as instalações, a segurança e todos os fatores que estejam envolvidos com o bem estar de todos os colaboradores.

A partir disso, liste todos os pontos fortes (ou pontos de força) da empresa, bem como todas as suas fraquezas. Esta listagem inclui as tecnologias utilizadas na empresa, a motivação dos colaboradores, a saúde física e mental dos colaboradores, os resultados com a venda de produtos/ serviços, etc.

 

4- Analise as oportunidades existentes

Com tudo posto na ponta do lápis, é hora de analisar aqueles pontos fortes e fracos que você destacou anteriormente. Aqui você poderá elencar oportunidades existentes em cada um destes fatores.

Podendo, dessa forma, enaltecer ainda mais os pontos fortes da empresa, bem como melhorar os pontos fracos. Sempre visando um desenvolvimento saudável, possível e que cumpra pequenas metas. Ou seja, estas mudanças não precisam acontecer de maneira brusca na organização.

Mas sim, podem ocorrer de maneira gradual, a fim de formar uma nova maneira de enxergar o desenvolvimento empresarial. Inibindo que haja rejeição por parte dos colaboradores, por exemplo. Afinal, mudanças repentinas podem gerar angústia e insatisfação aos mesmos.

 

5- Discuta as possibilidades com os gestores

Elaborada uma lista completa com todas as oportunidades que você encontrou dentro da corporação, é chegado o momento de discutir estas possibilidades com os gestores. Nesta etapa do planejamento de RH é que poderemos conhecer um pouco mais sobre os recursos humanos, de fato, existentes na empresa.

Pautando as nossas ações em opiniões e apontamentos daqueles que estão à frente do desenvolvimento do negócio. É por isso que antes da tomada de decisão quanto ao plano de ação em si, é essencial que haja este tipo de proximidade com os gestores.

Afinal, quem mais preparado para apontar questionamentos e pontos fortes de suas equipes, do que aqueles que estão próximos a elas diariamente?

Assim sendo, apresente toda a sua pesquisa e todas as suas conclusões atingidas até então. E assim, juntamente com os gestores, elaborem pequenas ideias de planos de ação, que serão esmiuçados no próximo passo.

 

6- Desenvolva um plano de ação

Com todos os dados da empresa em mãos, é hora de elaborar o plano de ação propriamente dito. Até aqui você já obteve as seguintes informações:

  • Caracterização da empresa;
  • Objetivos e metas da empresa;
  • Análise do ambiente interno;
  • Perspectiva dos gestores.

A partir disso os planos de ação terão todo o embasamento necessário para uma elaboração certeira para a organização. Direcione as tomadas de decisões e todos os planos para a otimização de todos os processos e recursos da corporação.

Sempre apostando em mudanças que fechem os possíveis gaps que insistem em abrir “buracos” no desenvolvimento organizacional.

 

7- Aposte em capacitações e treinamentos

A partir de agora poderemos iniciar um processo crucial no crescimento da corporação: a capacitação e o treinamento das equipes e profissionais.

Nesta fase do planejamento de RH estaremos trabalhando o fortalecimento da corporação como um todo. Pois apenas a partir de nossas equipes é que poderemos, de fato, ir adiante em nossos objetivos e metas organizacionais.

A grande “sacada” da gestão de pessoas envolve este ponto especificamente: o sucesso de uma empresa é o reflexo dos seus colaboradores. E, para que este sucesso ocorra, estes mesmos colaboradores precisam fazer parte do desenvolvimento, “encaixados” da maneira mais saudável possível.

Fugindo das ideias de que os colaboradores são meros produtores braçais. Mas sim, reconhecendo que quando há o desenvolvimento emocional e profissional dos mesmos, a empresa se desenvolve junto.

Uma empresa é feita de pessoas, e não coisas. E, por essa razão, apostar em capacitações e treinamentos é possibilitar que diversas chaves se abram no decorrer do caminho.

Enaltecendo cada vez mais os pontos fortes da empresa, e fortalecendo aqueles que ainda precisam ser desenvolvidos. E o mais interessante é que todo mundo sai ganhando: colaboradores, gestores e a empresa em si. Afinal, todos estarão direcionados para o crescimento e os objetivos da corporação.

 

8- Mantenha uma comunicação aberta acerca dos processos

Com tudo encaminhado até então, vale ainda salientarmos um ponto extremamente importante em qualquer tipo de planejamento de RH: a comunicação. Sim! Muitas vezes as empresas se engajam em transformações e trajetórias diferenciadas, a fim de encontrar novos meios de se desenvolver.

Porém, colocam no papel uma teoria linda, e tentam replicá-la em todos os seus colaboradores. Mas, o erro surge quando os planos de ação são apenas postos em prática de uma maneira escassa. Isto é, sem uma comunicação eficiente.

E assim, os colaboradores sentem que, mais uma vez, estão apenas replicando as “vontades” dos gestores, sem compreender o real valor daquela ação. E assim, a comunicação truncada gera resultados catastróficos no desenvolvimento organizacional.

Portanto, é muito importante que seja mantida uma comunicação clara com todos os envolvidos nas ações e nos processos da empresa. É essencial que esteja claro para todos, os objetivos e metas organizacionais. Bem como seja apontado os porquês das tomadas de decisões.

Assim, todos poderão saber para onde caminham, e se sentirão muito mais motivados a seguir neste caminho. Pois quando não sabemos aonde iremos chegar, nos sentimos lesados e pouco motivados. Como vou me motivar para algo que nem sei o que é?

Dessa forma, mantenha sempre uma comunicação próxima e clara! Levando em consideração a realidade de cada setor e colaborador dentro da empresa.

 

9- Monitore e avalie os resultados

Por fim, é chegado o momento de monitorar e mensurar todos os resultados das suas ações. Quanto ao monitoramento, mantenha um acompanhamento de tudo que está acontecendo nesta nova etapa, dentro da empresa. Assim será possível visualizar possíveis gaps insistentes, trabalhando de maneira “pesada” em cima deles. Inibindo o desenvolvimento dos mesmos.

Da mesma forma, passado um período de tempo – que você estipulará lá no traçar de metas e objetivos – você poderá avaliar todos os resultados obtidos até então. Novamente analisando os dados recolhidos e seguidamente pensando em novos caminhos e possibilidades para o crescimento empresarial.

Com este constante acompanhamento e estudo dos resultados torna-se cada vez mais fácil lidar com pequenos deslizes e impasses organizacionais. Mantendo um constante e saudável desenvolvimento de todos os colaboradores.

E assim, a empresa caminha rumo ao sucesso, sem interferências expressivas em seu caminho.

 

O planejamento de RH é a chave do sucesso!

A partir de todas as considerações trazidas até então, nos fica claro o quanto o planejamento de RH é extremamente importante para o sucesso de uma empresa. Sem ele, a mesma caminhará sem direcionamentos consistentes, dando passos largos ou curtos demais, sem um rumo estabelecido.

Portanto, pela saúde da sua equipe e da sua empresa, estruture os processos de RH. Faça isso com paciência e sem pressa! Pois o processo pode demorar, mas certamente fará com que toda a organização colha frutos incríveis. E assim, caminhe rumo aos objetivos estipulados por todos aqueles que sonham lá na frente.

Share RH
Share RH
Especialista em recrutamento e seleção de profissionais, gestores e executivos, a Share RH oferece outros serviços de carreira e gestão estratégica de pessoas para profissionais e empresas. Conheça mais sobre a Share RH