Saiba como trabalhar a retenção de profissionais de tecnologia na sua empresa

Share RH

Share RH,

Publicado dia 12/05/2021

A procura por profissionais de tecnologia aumenta a cada ano que passa. Para se ter uma ideia, a Associação Brasileira das Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação (Brasscom) estimou que, até 2024, cerca de 420 mil postos de trabalho serão criados no setor, o que significa mais de 100 mil oportunidades por ano.

Ainda que animadora, as perspectivas também trazem inúmeros desafios ao RH das empresas. 

Para além das dificuldades encontradas no recrutamento e seleção de profissionais de tecnologia, dada a alta demanda do mercado, assim que um novo colaborador passa a fazer parte da empresa, é preciso estar atento a outra questão importante: a retenção deste talento. 

Isso porque a área de Tecnologia da Informação (TI) figura, atualmente, como uma das que possuem as maiores taxas de turnover do mercado.

Uma vez que o alto índice de demissões impacta diretamente no sucesso dos negócios, trabalhar a retenção de talentos passou a ser uma necessidade urgente para as organizações que querem ganhar competitividade. 

Sabendo disso, o post de hoje traz as melhores dicas aos profissionais de RH que buscam contornar este problema e manter os talentos das suas respectivas empresas.  

Na sequência, explicaremos tudo o que você precisa saber para começar a trabalhar a retenção de profissionais de tecnologia. Vamos começar? 

Porque a retenção é tão importante?

Segundo dados divulgados pelo portal IT Forum, pessoas em altos cargos na área de TI permanecem, em média, 2,6 anos em uma empresa. Considerando que em outros setores a permanência é de 3,8 anos, esta taxa liga um sinal de alerta aos profissionais de RH por inúmeros motivos. 

Para começar, existe uma série de gastos envolvidos na contratação e desenvolvimento de um novo colaborador – muitos deles, inclusive, superiores ao investimento feito na manutenção de talentos.

Mas não para por aí. De forma geral, trabalhar a retenção de profissionais pode trazer inúmeros benefícios para as empresas, como:

  • Obtenção de um clima organizacional mais agradável, uma vez que os colaboradores terão mais tempo para se conhecer, compartilhar experiências e colaborar uns com os outros;
  • Aumento das taxas de engajamento e produtividade, pois, quando o time está alinhado e conta com um clima organizacional favorável, ele tende a ser mais produtivo. 
  • Redução de custos com questões rescisórias, admissão de novos colaboradores, entre outros. 

Como você viu, existem inúmeros razões para investir na retenção de talentos. Agora que você chegou até aqui, vamos falar sobre quais estratégias podem ser usadas para que isso aconteça?

Colocando a retenção de talentos em prática

Assim que o obstáculo de recrutar um novo profissional de tecnologia for superado, você deverá concentrar seus esforços em proporcionar um ambiente de trabalho positivo, que realmente faça com que ele queira continuar sendo parte da equipe. 

Veja, na sequência, algumas ações que podem ser tomadas para favorecer a retenção de profissionais de tecnologia na sua empresa:

 

  • Treinamentos e qualificação

 

A velocidade com que as tecnologias evoluem, mudam, surgem e deixam de ser relevantes em um mercado que está sempre em transformação é altíssima. Tendo isso em mente, é fundamental que a equipe de TI da sua empresa esteja em formação contínua. 

Manter os profissionais atualizados, por meio de ações de treinamentos e capacitação, é uma estratégia que contribui significativamente com a motivação, pois mostra o compromisso da companhia para com os seus colaboradores. Além disso, quando a empresa investe na qualificação, todos saem ganhando. 

 

  • Oferta de benefícios e oportunidades de crescimento

 

Além das ações de capacitação, contar com oportunidades reais de crescimento é um dos fatores que contam muito para a retenção de profissionais de tecnologia. Portanto, se a sua empresa ainda não possui um plano de carreira, é muito importante que você comece a pensar nisso.

Já quando o assunto é a oferta de benefícios, a dica é ir além e investir em opções não convencionais, como convênios com academias, atendimento psicológico, bolsa de estudo ou descontos em universidades parceiras, entre outros. 

Oferecer benefícios que outras empresas não oferecem, colocarão você em uma posição de destaque.

Em suma, as estratégias listadas acima contribuem para que os profissionais se sintam valorizados e, consequentemente, mais motivados para desempenhar suas funções.     

 

  • Feedback constante

 

A prática do feedback constante é parte importante da gestão de pessoas. Ela permite o fortalecimento da comunicação entre a empresa e os colaboradores, contribui com o desenvolvimento da equipe e traz insights interessantes, que podem ser revertidos em melhorias. 

Um dos papéis estratégicos do profissional de RH nesta frente é analisar os dados obtidos a partir de feedbacks constantes, a fim de orientar a conversa dos superiores com os subordinados diretos, estimular os gestores a terem novos insights e apoiá-los nas decisões.

 

  • Clima corporativo agradável

 

Trabalhar em uma empresa na qual você se sinta respeitado e confortável faz toda a diferença, né? É justamente por isso que a construção de um clima organizacional positivo é considerada fundamental para a sustentabilidade dos negócios. 

O conceito de clima organizacional pode ser entendido como a forma com que os funcionários percebem a empresa para a qual eles trabalham, incluindo questões que podem estar ligadas ao modelo de gestão, processos de comunicação, valorização profissional, políticas de Recursos Humanos (RH), entre outras. 

Essa percepção, por sua vez, interfere diretamente na satisfação e motivação de cada um. Ou seja, quando o clima percebido é de que confiança e respeito mútuo, os colaboradores tendem a aumentar as suas contribuições.

 

  • Acesso à tecnologia de ponta 

 

Por último, precisamos falar sobre um fator que chama a atenção de qualquer profissional de TI: a tecnologia de ponta. 

Não por acaso, uma matéria publicada pelo portal Convergência Digital apontou o “pouco ou nenhum contato com tecnologia de ponta” como a reclamação número 1 de quem trabalha nesta área. Segundo a reportagem, atuar em um ambiente ultrapassado e ter que lidar com tecnologias desatualizadas é um verdadeiro pesadelo, especialmente para quem trabalha com o desenvolvimento de softwares. 

Logo, garantir um ambiente inovador, no qual os funcionários poderão ter contato direto com novas ferramentas, podem contar muitos pontos a favor da sua empresa.

Como você viu até aqui, existem muitas ações que podem ser colocadas em prática para melhorar as taxas de retenção de profissionais de tecnologia. Se você gostou deste conteúdo e gostaria de se aprofundar no assunto, acesse XXX e inscreva-se em nosso Webinar sobre o tema.  

Deixe o seu comentário e conte-nos o que achou deste artigo