Tornando o recrutamento e a seleção de pessoas mais ágeis

Share RH

Share RH,

Publicado dia 29/04/2021

Em 2014, um estudo realizado pela Fundação Dom Cabral apontou que 91% das companhias brasileiras encontravam dificuldades na hora de preencher suas vagas em aberto. Apesar de seis anos terem se passado desde então, o recrutamento e seleção de pessoas permanece sendo um dos grandes desafios dos profissionais de Recursos Humanos (RH). 

Vale destacar que nem sempre o empecilho no preenchimento de vagas está relacionado à escassez de profissionais capacitados. Em muitos casos, pequenos ajustes e melhorias no processo já ajudariam a tornar o recrutamento e seleção mais ágeis e, também, mais assertivo. 

Se você precisa cumprir com o SLA (Service Level Agreement) de vagas em aberto da sua empresa, mas tem encontrado dificuldades para localizar os talentos certos em um tempo hábil, então este artigo poderá lhe ajudar. 

Nas próximas linhas, explicaremos quais os impactos negativos que as vagas abertas por muito tempo podem trazer às organizações e traremos dicas para contornar os principais desafios encontrados no recrutamento e seleção de pessoas. Vamos começar?

Por que as vagas abertas por um longo período são um problema?

Uma coisa é fato: um processo bem sucedido de recrutamento e seleção de pessoas contribui para o sucesso de uma empresa em diferentes aspectos. Não por acaso, quando surge a necessidade de contratação para um novo cargo, é fundamental que ela seja finalizada o quanto antes. 

Pense no seguinte cenário: um colaborador pede demissão de uma empresa e opta por não cumprir o aviso prévio. Logo, a empresa precisa abrir um processo seletivo o quanto antes para encontrar um novo profissional para ocupar o cargo em questão. Caso essa vaga se mantenha aberta por muito tempo, a companhia poderá lidar com os seguintes problemas:  

  • Atraso na entrega das demandas que eram executadas pelo colaborador que pediu demissão;
  • Sobrecarga de outros funcionários da equipe, que precisarão absorver algumas das atividades realizadas por ele;
  • Possíveis custos adicionais com horas extras dos profissionais, que acumularão funções até o preenchimento da vaga;
  • Queda na produtividade da equipe e, consequentemente, perda na receita da companhia. 

A partir das situações listadas acima é possível perceber o quanto a agilidade é importante dentro do recrutamento e seleção de pessoas. Em outras palavras, quanto menor for o tempo de contratação deste novo profissional, mais rapidamente a empresa recuperará o seu potencial produtivo. 

Vale lembrar, é claro, que a recuperação do potencial produtivo dependerá também da assertividade na contratação, ou seja, do quanto o novo membro da equipe estará alinhado com o que a empresa espera e precisa. 

Identificando o há por trás da falta de agilidade 

Agora que já explicamos as principais implicações de um processo de recrutamento e seleção de pessoas muito demorado, chegou a hora de falarmos sobre os motivos que podem estar por trás deste problema. Confira os principais deles a seguir:

5 fatores que dificultam o preenchimento rápido e assertivo de vagas 

  1. Processo predominantemente manual

Atualmente, existem inúmeras tecnologias capazes de tornar o recrutamento e a seleção de pessoas mais ágeis. Ao automatizar alguns processos, os profissionais de RH podem focar seus esforços na parte estratégica da função.

 

  1. Falta de entendimento sobre o perfil desejado para a vaga

Um bom recrutamento e seleção de pessoas começa por um detalhamento assertivo da vaga. Por isso, é fundamental alinhar as expectativas com o gestor do futuro colaborador antes de iniciar a busca. 

 

  1. Retrabalho resultante de um briefing fraco

Quando o alinhamento com o gestor é negligenciado, é muito provável que o recrutador precise realizar uma nova seleção de candidatos para atender às expectativas que não foram atendidas da primeira vez. 

 

  1. Marca empregadora fraca

Ter uma boa reputação no mercado certamente contribui para o preenchimento de vagas. Os valores, propósitos e benefícios que uma companhia oferece influenciarão significativamente na tomada de decisão dos candidatos.

 

  1. Equipe de RH enxuta 

Departamentos de RH enxutos e com muitas demandas podem comprometer a qualidade de algumas atividades, afinal, nem sempre é possível ter um profissional totalmente dedicado ao processo de R&S. 

Otimizando o recrutamento e seleção de pessoas

A essa altura você já deve ter percebido que, em muitos casos, os problemas nos bastidores de um processo seletivo poderiam ser resolvidos “dentro de casa”. Para te auxiliar nesta missão, listaremos a partir de agora algumas sugestões de como otimizar a importante tarefa de encontrar novos talentos: 

 

  • Defina o perfil profissional que a sua empresa busca

 

Como dissemos anteriormente, o entendimento do perfil ideal para a vaga é fundamental. Portanto, antes de iniciar qualquer processo, reúna todas as informações necessárias a fim de garantir que você irá atrair o candidato certo. 

Vale destacar que aqui não entram apenas as questões relacionadas às qualificações e experiência profissional, como também os aspectos comportamentais que estejam alinhados com a cultura da empresa contratante. A partir desta etapa, ficará mais fácil fazer uma descrição detalhada e assertiva desde o primeiro momento, evitando possíveis retrabalhos.   

 

  • Enxergue a tecnologia como uma aliada

 

Além dos processos inteiramente manuais serem mais demorados, eles também são mais suscetíveis a erros. A boas notícias é que, atualmente, existem softwares especializados em recrutamento e seleção de pessoas capazes de trazer mais eficiência para muitas etapas do recrutamento e seleção. 

Alguns sistemas possibilitam, por exemplo, a publicação de vagas em diversos canais com apenas um clique; a tomada de decisão mais assertiva; a centralização de todas as informações em uma única tela; a filtragem de informações em banco de talentos; a aplicação de testes de conhecimento; a realização de entrevistas por vídeo; a triagem inicial dos candidatos e muito mais.

Em resumo, com o uso das ferramentas certas, os profissionais de RH ganham mais tempo para lidar com as questões estratégicas da busca por novos talentos. 

Vale dizer que, para além dos softwares, o uso de redes sociais como o Linkedin também pode ser um grande aliado do recrutador. Atualmente, a plataforma possui mais de 575 milhões de usuários cadastrados e 20 milhões de empresas listadas – ou seja: um prato cheio para os recrutadores que saibam fazer bom uso dela.

 

  • Adote metodologias ágeis em seu processo

 

Diante da evolução da tecnologia digital e do crescente uso dela no dia a dia das empresas, as decisões corporativas passaram a ser tomadas de forma bastante rápida – o que inclui, inclusive, a necessidade de contratação de novos profissionais. 

Diante deste contexto, a agilidade se tornou a nova moeda de troca no mundo dos negócios, fazendo com que a cultura e metodologias ágeis fossem adotadas a fim de viabilizar a melhoria contínua das mais diversas áreas. 

Além de cumprir um papel estratégico na hora de levar a cultura ágil a todos os colaboradores de uma empresa, conforme explicamos no artigo “RH Ágil: saiba como o RH pode ajudar em um contexto digital e incerto”, os gestores de pessoas também podem fazer uso de metodologias ágeis para ganhar mais velocidade e organização nos processos de recrutamento e seleção de pessoas. 

O método Kanban é um exemplo de ferramenta que pode ser utilizado neste sentido, a fim de ajudar na definição clara das etapas de trabalho. Tendo como principal objetivo reduzir o desperdício (inclusive de tempo) e evitar repetições desnecessárias, além de encurtar ciclos de entrega e feedback, a metodologia Kanban facilita a visualização das atividades e ajuda a equilibrar a demanda e a capacidade de entrega.

 

  • Considere a contração de uma consultoria

 

Ter o apoio de uma consultoria de recrutamento e seleção de pessoas também pode trazer ótimos resultados para as empresas que querem ter mais agilidade e qualidade na busca por talentos. Um dos grandes diferenciais deste serviço é a procura ativa por candidatos, também conhecida como hunting

O processo de hunting (que, em português, significa caçar) consiste em sair em busca do candidato certo para uma vaga, mesmo que ele já esteja empregado ou trabalhando em outros projeto. Para realizar tal tarefa, as consultorias contam com uma equipe de recrutadores treinados e com amplo conhecimento em pesquisa avançada e no uso de tecnologias modernas para encontrar candidatos de enorme valor. 

Para saber mais sobre as vantagens que uma consultoria de recrutamento e seleção de pessoas pode oferecer para a sua empresa, clique aqui e leia o artigo que escrevemos sobre o assunto.

Conclusão

Cumprir com o prazo estipulado para o fechamento de vagas profissionais é um forte indicador de sucesso do RH, afinal, ter uma posição em aberto por muito tempo pode trazer inúmeros prejuízos e custos adicionais para o negócio. Por isso, é fundamental fazer uso de boas estratégias, o que inclui desde o uso de tecnologia até a contratação de empresas terceirizadas. 

Esperamos que, com as dicas listadas neste artigo, você possa tornar o processo de recrutamento e seleção de pessoas da sua empresa cada vez mais ágil e assertivo. Para saber mais, acesse o nosso blog e conheça outros conteúdos produzidos sobre a gestão de pessoas.  

Deixe o seu comentário e conte-nos o que achou deste artigo